O que a Pinterest pode fazer pelo seu negócio?

Social Media


A cada temporada aparece no grande tabuleiro da Mídia Social um novo jogador, uma nova rede que promete ser revolucionária, despertando o entusiasmo dos #socialholics. O caso de Pinterest é um pouco diferente. Ainda que estejamos em plena crista da onda, que seja fácil encontrar diariamente informações referentes a esta rede social e o fluxo de convites tenha disparado, na verdade, esta rede já funciona ha vários meses e conta com uma considerável base de usuários. Além disso, várias empresas encontraram uma forma de rentabilizar sua presença neste novo canal. E é sobre isso que vamos falar agora, sobre como tirar proveito da rede da moda e como aproveitá-la para o seu negócio.

Em primeiro lugar, resumimos brevemente seu funcionamento: é uma ferramenta que nos permite arquivar imagens e todo tipo de conteúdos multimídia em álbuns que podem ser personalizados, conhecidos como boards, essa ação é conhecida como pin. Esses conteúdos poderão ser compartilhados por nossos seguidores em Pinterest ou por outros usuários, desde que as opções de privacidade não estejam ativadas. Todos eles podem fazer repin incorporando-os aos seus próprios boards, ou um like, que lembra muito ao do Instagram.

Os conteúdos audiovisuais costumam funcionar muito bem na rede. Eles conseguem reter o internauta por mais tempo numa web e, por isso, Pinterest é uma ferramenta perfeita para mostrar nossos produtos numa vitrine virtual, gerar tráfico, promover ofertas, interagir com nossos clientes, reforçar nossa imagem de marca e melhorar nosso posicionamento em buscadores, mais ainda se for confirmado que o Google está interessado em adquirir esta rede social. Além disso, diferente de outras redes anteriores, Pinterest nasce com um modelo de negócio em mente e isso é visível, entre outras coisas, porque além de proporcionar múltiplos widgets e botões para serem incorporados em webs corporativas, também permite incluir uma etiqueta com o preço nas fotos dos nossos produtos.

Wemories en Pinterest

Vejamos, a seguir, alguns casos que podem ser inspiradores:

  • A moda e os complementos encontraram seu ecossistema natural nessa rede que lhes permite mostrar suas coleções a milhares de usuários por dia. Ocupando apenas umas horas para configurar seus boards em forma de vitrine virtual, organizar por temporadas e por categorias. A empresa Nordstorm, um dos grandes varejistas americanos de roupa, é um bom exemplo de como fazer isso.
  • A empresa Wedding Republic conseguiu criar em Pinterest um espaço onde todo casal prestes a se casar se sentiria feliz em visitar já que, não só lhes oferece um mostruário do que há de mais seleto no seu catálogo, mas também, ideias inspiradoras sobre a decoração apropriada para um evento tão importante, exemplos de convites originais e muitos recursos mais.
  • A web especializada em viagens Travel Channel vai mais além do uso que faz de Pinterest. Além dos habituais boards com imagens impactantes de destinos turísticos, dedicam espaços a conselhos de viagens geolocalizados por países. Fazem isso através de boards colaborativos que podem ser enriquecidos com as contribuições dos seus seguidores.
  • Na Espanha, um dos primeiros exemplos de perfis corporativos é a empresa Wemories, que cria a possibilidade de converter as lembranças fotográficas da sua vida num timeline cronológico e de capturar as mais especiais numa wemorybox. Seus boards oferecem uma descrição visual de seus produtos, um making off de sua imagem corporativa e um elenco de imagens das últimas décadas de nossa história, entre outras opções.

Especialistas em tecnologia como AMD, grandes marcas como GAP ou um programa líder de audiência como Today Show são outros exemplos de empresas importantes que estão apostando por essa rede social como mais um canal para relacionar-se com os seus usuários.

Curiosamente, para o que não serve Pinterest é para o Marketing de Afiliação, já que recentemente se descobriu que a plataforma emprega um sistema para indexar seu próprio código a todos os vínculos, desta forma a empresa fica com a bonificação pela possível captação de clientes… um modelo de negócio bastante original e completamente legítimo ainda que tenham havido críticas sobre a pouca transparência desse processo.

Por definição, uma plataforma tão simples como Pinterest oferece as mesmas vantagens que fizeram de Twitter uma ferramenta tão potente. Além do mais, isso permite que os usuários descubram novas formas de usá-la e de aproveitá-la dia a dia.

Algum de vocês tem uma nova idéia pra monetizar a presença em Pinterest?

Menú